fenprof

FENPROF lança CAMPANHA NACIONAL DE LUTA e convoca Plenário Nacional de Professores e Educadores

A FENPROF lança, no próximo dia 13 de Setembro (quarta-feira), a Campanha “Valorizar a Educação e os seus profissionais; 2017/2018: Tempo de resolver problemas”. O lançamento desta campanha terá lugar, em simultâneo, nas diversas regiões do país, a saber: 

Coimbra: 11h00 – Escola Secundária Avelar Brotero, 

Com Mário Nogueira, Secretário-geral da FENPROF

  • Porto: 11h00 – Agrupamento de Escolas Alexandre Herculano, com Manuela Mendonça, Coordenadora do SPN;
  • Lisboa: 11h00 – Escola Secundária Camões, com José Alberto Marques, Presidente do SPGL
  • Évora: 11h00 – Escola Básica e Secundária Severim Faria, com Manuel Nobre, Presidente do SPZS 
  • REGIÕES AUTÓNOMAS:

    *19 de Setembro, 11h00: Funchal – local a designar, com Francisco Oliveira, Coordenador do SPM

    15 de Setembro, 11h00: Ponta Delgada – Sede do SPRA, com António Lucas, Presidente do SPRA

    *adaptado ao calendário de abertura do ano lectivo na R.A. da Madeira 

    O Secretário-Geral da FENPROF, Mário Nogueira, estará presente na acção que se realizará em Coimbra. Esta iniciar-se-á com a colocação de uma faixa no gradeamento da Escola Secundária Avelar Brotero, seguindo-se uma Conferência de Imprensa, na qual, para além de uma breve apresentação da campanha que se inicia, a FENPROF, no último dia do período de abertura do ano lectivo, avaliará a forma como este se iniciou, incidindo nas condições em que as escolas abriram as suas portas e em que os professores retomam o seu trabalho. 

    Entretanto, na reunião do seu Secretariado Nacional que teve hoje lugar, a FENPROF reiterou como princípios objectivos da luta dos professores em 2017/2018:

  • O descongelamento das carreiras para todos os professores a partir de Janeiro de 2018;
  • A aprovação de um regime específico de aposentação para os docentes;
  • A alteração, ainda este ano, de aspectos do regime de concursos que estão na base das injustiças que têm vindo a público, com a realização de um novo concurso geral (interno, externo, mobilidade interna e contratação) em 2018, bem como um novo concurso de integração extraordinário;
  • A integração de todas as actividades lectivas atribuídas aos docentes na sua componente lectiva, sendo, desde já, lançada a discussão nas escolas sobre a realização de greve a essas actividades sempre que estas tenham sido integradas na componente não lectiva;
  • Defesa da gestão democrática para as escolas e combate a qualquer tentativa de imposição de um processo de municipalização da Educação.  
  • Com o objectivo de definir e sufragar a estratégia reivindicativa proposta pela FENPROF – iniciativas, acções e lutas –, foi decidido convocar um Plenário Nacional de Professores e Educadores, para o dia 4 de Outubro, em Lisboa, véspera da data instituída pela UNESCO e Organização Internacional do Trabalho como o Dia Mundial dos Professores.

     

    Está em... Home Última Hora FENPROF lança CAMPANHA NACIONAL DE LUTA e convoca Plenário Nacional de Professores e Educadores