top of page

6 de outubro: Greve será a primeira grande resposta neste ano letivo

Na Semana Europeia dos Professores, António Costa e o PS decidiram agraciá-los com mais uma mão cheia de desconsideração, desrespeito e desprezo

No início da Semana Europeia, o Primeiro-Ministro repetiu ao país que o seu governo não pretende devolver aos professores os 2393 dias de serviço - 6A 6M 23D - que lhes continuam a ser roubados na carreira.

Na véspera do Dia Internacional do Professor, o grupo parlamentar do PS chumbou todas as iniciativas parlamentares destinadas a valorizar a profissão docente, fosse em relação à recuperação de tempo de serviço, ao combate à precariedade ou a qualquer outro assunto, dos vários que visavam contrariar o rumo de desvalorização da profissão, que está na origem da grave falta de professores nas escolas, problema que se acentua de ano para ano.

No início da Semana Europeia dos Professores, o Ministério da Educação confirmou não ser sua intenção fazer parar o processo disciplinar instaurado à diretora do AE de Gondomar, nem pôr cobro aos procedimentos disciplinares de que são vítimas alguns professores e professoras que têm estado (e continuarão, sem medo!) na luta pela profissão e pela Escola Pública, o que levará a FENPROF a denunciar a situação no plano internacional, inscrevendo o governo de António Costa e o ministério de João Costa na negra lista de países em que se perseguem trabalhadores que lutam pelos seus direitos.

Os professores merecem respeito! Os professores não podem continuar a ver destruída a paixão que os trouxe para a profissão. Os professores não podem continuar a ser vítimas da falta de reconhecimento por parte de governantes que se consideram donos do país e das pessoas.

Os professores responderão a estas provocações com luta. Pode ser difícil e prolongada, mas sabem que ganharão porque a razão está do seu lado.

Amanhã, 6 de outubro, será o primeiro dia do resto da luta dos professores!

A Greve Nacional de 6 de outubro será, este ano letivo, a primeira grande resposta dos Professores e dos Educadores, face à desconsideração, ao desrespeito e ao desprezo reiterados a que têm sido votados pelo governo e pelo grupo parlamentar do PS.

Lisboa, 5 de outubro de 2023

O Secretariado Nacional da FENPROF

bottom of page