top of page

"Não basta reuniões. São precisas soluções!", ecoou na noite da Infante Santo


Mais de 50 professores, na sua maioria dirigentes e delegados sindicais dos sindicatos da FENPROF mantiveram-se junto ao ME, no acampamento convocado como forma de protesto pela inoperância e incapacidade negocial do Ministério da Educação.


Durante a noite vários foram os professores que passaram pelo espaço ao fundo da Avenida Infante Santo, ora trazendo a solidariedade e reconhecimento pelo trabalho que está a ser feito para obrigar o ME a negociar soluções, ora reabastecendo os professores aí concentrados.


Durante a noite, reconheça-se, vários canais de televisão fizeram diretos, já pela madrugada dentro e logo ao alvorecer, como é possível ver pelos diretos que se encontram disponíveis para revisitar na página do Facebook do SPRC.



As já famosas e imprescindíveis placas com a exigência de #respeito marcaram presença obrigatória em todos os momentos.


Segunda-feira, 16 de janeiro, inicia-se a greve por distritos, no de Lisboa, seguindo-se, na região centro, a 17, Aveiro. Os restantes dias de greve na região centro serão:

23 de janeiro - Castelo Branco

24 de janeiro - Coimbra

27 de janeiro - Guarda

30 de janeiro - Leiria

7 de fevereiro - Viseu





bottom of page