top of page

Alguns materiais fundamentais para a mobilização e o conhecimento

Estamos a viver uma fase que implica a manutenção dos professores e educadores informados, num final de período em que as atenções, como é óbvio, estão a voltar-se para o complexo e difícil momento da avaliação dos nossos alunos.

Porém, isto não significa que os docentes estejam alheios à situação, a qual inclui, no próximo dia 5 de abril, a manter-se o compromisso do ME, uma nova reunião negocial.


Assim, fechado um ciclo e iniciado outro, é muito importante disponibilizarmos materiais que devem ser consultados para melhor conhecermos o que foi fechado, em relação à negociação de concursos, o que está em discussão, designadamente quanto à anulação de assimetrias alegadamente identificadas pelo ME e existentes na carreira, mas também em relação a matérias que o ME continua a recusar-se a negociar.


Documentos de esclarecimento que decorrem da reunião com o ME no dia 22 de março:

Como, certamente, o leitor perceberá pela leitura da 3.ª página do desdobrável que aqui disponibilizamos e que estará em distribuição nas escolas, a luta dos professores terá de se manter, designadamente quanto às questões mais importantes e que, através da consulta que lhes foi feita, foram consideradas as mais importantes.


Por esse motivo, para além das greves já em curso (ao sobretrabalho, às horas extraordinárias, à CNLE e ao último tempo letivo de cada professor), está convocada uma greve por distritos, a partir de 17 de abril, com um calendário que aqui divulgamos:

A manutenção dos professores muito bem informados é uma nossa preocupação. Nesse sentido, recomendamos a leitura de um conjunto de textos que constam, também, no site do SPRC, a saber:

- "Problema de embraiagem", opinião de Mário Nogueira no jornal Público

Commentaires


bottom of page