top of page

Não admitimos a destruição da profissão!


O Secretário-geral antecipa a reunião de 29 de novembro e anuncia aquela que será a postura da FENPROF. Disponível para negociar, mas irredutível na defesa dos professores e educadores.

Para Mário Nogueira não é possível continuar a desvalorizar a profissão, o ME não pode fazer um discurso de ataque e de menorização da profissão docente nem pode usar a mentira e o ludíbrio para condicionar os processos negociais e ação reivindicativa dos docentes. A manipulação da opinião pública tem de abandonar a retórica do governo e é necessário uma postura e disponibilidade negociais, únicas formas de ultrapassar o impasse e a enorme insatisfação que continua a crescer entre os docentes.

A FENPROF NÃO ADMITE QUE SE CONTINUE A DESTRUIR A PROFISSÃO, NEM FALTAS DE RESPEITO!

bottom of page