top of page

Professores solidários com a greve dos jornalistas


São eles que dão a notícia das lutas dos professores para o resto do país e para o mundo. Hoje é a vez dos professores darem a notícia da luta dos jornalistas.


Os professores mostraram a sua solidariedade e estiveram presentes no protesto dos jornalistas, em dia de greve por salários justos, uma carreira estável e respeitada, pelo fim do abuso dos vínculos precários, pela revisão das estruturas regulatórias e pela liberdade editorial, entre outras reivindicações.


Muitas destas reivindicações não são estranhas aos professores pelo que a sua solidariedade é lógica e justa.


Sem um jornalismo livre, com profissionais respeitados na sua atividade e nas suas condições de trabalho, a democracia fica mais pobre e mais frágil.




Texto Relacionado:

Num mundo onde a voz da verdade e da informação é muitas vezes abafada por interesses que põem em causa o direito de todos ao conhecimento da realidade, a FENPROF manifesta a sua solidariedade aos jornalistas que estão envolvidos na importante Greve Geral do setor, a primeira nos últimos 40 anos, em defesa de aspetos fundamentais: valorização salarial, combate à precariedade, fim dos despedimentos coletivos, melhores condições de trabalho, segurança no emprego.

Comentários


bottom of page